Lendo

26/10/2020

Passarinha


Título: Passarinha
Autor: Kathryn Erskine
Editora: Valentina
Ano: 2013
Páginas: 224
Sinopse: No mundo de Caitlin, tudo é preto e branco. Qualquer coisa entre um e outro dá uma baita sensação de recreio no estômago e a obrigada a fazer bicho de pelúcia. É isso que seu irmão, Devon, sempre tentou explicar às pessoas. Mas agora, depois do dia em que a vida desmoronou, seu pai, devastado, chora muito sem saber ao certo como lidar com isso. Ela quer ajudar o pai - a si mesma e todos a sua volta -, mas sendo uma menina de dez anos de idade, autista, portadora da Síndrome de Asperger, ela não sabe como captar o sentido.
Caitlin, que não gosta de olhar para a pessoa nem que invadam seu espaço pessoal, se volta, então, para os livros e dicionários, que considera fáceis por estarem repletos de fatos, preto no branco. Após ler a definição da palavra desfecho, tem certeza de que é exatamente disso que ela e seu pai precisam. E Caitlin está determinada a consegui-lo. Seguindo o conselho do irmão, ela decide trabalhar nisso, o que que a leva a descobrir que nem tudo é realmente preto e branco, afinal, o mundo é cheio de cores, confuso mas belo.
Um livro sobre compreender uns aos outros, repleto de empatia, com um desfecho comovente e encantador que levará o leitor às lágrimas e dará aos jovens um precioso vislumbre do mundo todo especial dessa menina extraordinária.


Resenha: O livro nos conta a história de Caitlin e seu pai após perderem seu irmão. De ínicio, não sabemos como ou quando aconteceu, somos introduzidos aos acontecimentos no decorrer dos capítulos.

Percebemos que o pai não está lidando bem com o luto, ainda que se esforce ao máximo para que o faça. A terapeuta da escola de Caitlin a incentiva a se aventurar e finalmente criar amizades na escola.

Durante esse período, Caitlin descobre palavras novas, entre elas: desfecho. Ao consultar seu dicionário, ela vira que era aquilo que ela e seu pai precisavam.


Por mais que isso doesse em seu pai, ele acaba sedendo e resolvem finalizar o projeto de seu filho, que não estava mais presente. E quando finalmente terminam, era como se mais um clico tivesse completo.

Ainda doia, claro, mas é como se agora eles pudessem seguir em frente. 

A linguagem utilizada no livro é bem particular dele, mas não é nada com que você não vai conseguir se adaptar, aos poucos ele vai te dando dicas e explicando o porque do termo utilizado. O que eu amei, foi uma experiência que não tinha tido antes.


A Caitlin tem uma pureza de criança que me encantou de início ao fim do livro, fala muito sobre empatia, todos deveriam ler e se encantar. Mesmo se tratando de um livro tão curto, me senti tão imersa nas emoções dos personagens.

Aprendi muito sobre a vida, refleti muito sobre meu dia a dia e sobre a sociedade onde vivo. 

Esse foi um daqueles livros que você quer acabar logo, mas ao mesmo tempo não quer acabar, sabe? Quando terminei ele, entrei numa ressaca literária porque nada parecia bom para mim ahhaha

Simplesmente recomendo! E ele está disponível no Kindle Unlimited: baixe aqui .



19/09/2020

A fotografia


Título: A fotografia
Autor: Giovanna Vidoto
Editora: Amazon
Ano: 2018
Páginas: 314
Sinopse: Melina Jones é uma fotógrafa independente que não se limita em seu trabalho. Quando seu agente a contata, pode variar entre grandes eventos ou uma sessão de fotos de um marido querendo reacender o casamento. Rodrigo Mills batalhou muito para conseguir chegar ao agente mais famoso e difícil de alcançar do país. Sua carreira de modelo deu um salto assim que assinou contrato com Daniel Dallas e sua vida se transformou em noites de bebidas e diversas mulheres a sua disposição.
Quando o caminho dos dois se cruza por causa de uma foto reveladora e publicada sem permissão, a confusão está completa.
Rodrigo não hesita em processar a autora da foto e os dias estressantes no tribunal podem se transformar em mais confusão e problemas. Além de sentimentos estranhos que vão se despertar em cada um, e a preocupação com as pessoas que já estavam em suas vidas antes de tudo acontecer.
Uma fotografia que não  deveria ter sido tirada, muito menos publicada, pode ser o começo de uma grande confusão. Ou uma grande paixão.


Resenha: Melina e seu namorado Bernardo vivem na correria em seus empregos, fotografa e jornalista, com isso acabam quase nunca se vendo ou tendo um momento de amor. Logo no começo, percebemos que isso é sim um problema para o casal. 

Contudo, Melina recebe uma oportunidade imperdível de fotografar um desfile de moda por uma grande quantia de dinheiro. Bernardo se oferece para ir junto, afim de passarem mais tempos juntos. 

Nesse desfile, a garota acaba trombando com um dos modelos, Rodrigo, que fora super grosso e mal educado com a mesma. Ainda assim, Mel não consegue tirar os olhos dele, como ele era bonito!

Durante o desfile, a fotografa tem uma surpresa, que acaba fotografando inconscientemente o momento. O que ela não esperava, era que iria utilizar aquela foto e que a mesma a traria muitos problemas dali para frente. 


Antes de começar a falar sobre o que achei, acho importante ressaltar:
⚠️ se você possui gatilhos com aborto, agressão contra a mulher, estupro, esse livro não é para você ⚠️

A história em si é aquele clichê que todos amam: os opostos que se odeiam mas se amam. Uma montanha russa cheia de altos e baixos na vida dos personagens, até terem o seu final feliz. 

A escrita é bem fluída e gostosa de ler, te prende do inicio ao fim para saber o que vai acontecer. Li ele em menos de três dias, me envolvi muito. 


Alguns pontos a levantar do livro, como a falta de aprofundamento em alguns assuntos, por exemplo, quando há a tentativa de estupro, acho que não ficou muito claro o sentimento da personagem, ficou muito superficial. Esperava que ela criasse alguma repulsa, insegurança, mas tive impressão que o ato não teve muito impacto na vida de Melina.

Outra coisa que me incomodou foi a inconstância dos personagens, algumas ações não condiziam com os mesmos, além das emoções variarem demais. Acho que isso se deu por ter muita coisa acontecendo, são muitas pedras, como a própria autora diz, na vida deles.

Ainda assim, é uma ótima história a ser contada, que recomendo a leitura para que deixe sua opinião pessoal. 

Já leu? Deixe aqui o que achou, vamos conversar sobre :)

09/09/2020

Fisheye

Título: Fisheye
Autor: Kamile Girão
Editora: -
Ano: 2017
Páginas: 316
Sinopse: "Meus olhos são como canudos, Mick, só me permitem enxergar por um buraquinho. E com o tempo, a abertura deles vai diminiur muito, até que a fenda deixe de existir."
Aos dezesseis anos, Ravena Sombra descobre que não é perfeita: após um acidente numa festa, ela é diagnosticada com retinose pigmentar, uma doença sem cura que degenerará a sua visão gradativamente. Com um mundo pelo avesso, a adolescente inicia sua jornada em busca do amadurecimento e da superação numa narrativa intimista à procura de se entender e se descobrir. Ao longo do caminho, contará com a ajuda do melhor amigo de infância, da sua implicante e carismática irmã, de uma velha polaroid com nome de música dos Beatles e de um violista cuja pele é marcada por cicatrizes e os olhos de um azul infinito como o céu. 
No meio de tanto caos, Ravena vai entender que crescer não é um processo fácil e que sim há beleza em enxergar o mundo do seu jeito peculiar e especial.


Resenha: Ravena é uma das garotas populares e cobiçadas da escola, o namorado perfeito, a vida perfeita. Contudo, tudo começa a dar errado no dia de uma das festas que ela mais esperava: havia algo errado com sua visão. Sem querer perder seu status, Vena vai, ainda que mal conseguisse andar.

Seu amigo Micael percebe que há algo de errado e tenta convence-la de irem embora ainda antes de entrarem na festa, mas Ravena nega. O que acontece em seguida é uma confusão para a mesma, nem sabendo explicar o que de fato acontecera. Seus pais assumem que ela provavelmente estaria bebada ou se drogado, dando um belo sermão e um mês de castigo.


Durante os próximos dias, Ravena entra em uma bola de neve, seu relacionamento, suas amizades e sua visão não vão bem. Seu pai, médico, marca uma consulta com um oftalmologista para descobrirem o que há de errado, pensando que poderia ser algo que um óculos resolveria. 

A patir dessa consulta, a vida de Vena se torna praticamente outra, a tornando também outra pessoa - uma muito melhor. Passando a ver o mundo com outros olhos, se abre a novas amizades e descobertas, se redescobrindo, sendo quem ela nunca fora. 

No meio dessa nova vida, temos o Daniel Paiva, seu novo romance. 


Fazia muito tempo que não lia um livro que deixava totalmente imersa de sentimento na história, que os personagens fossem tão próximos a mim, foi muito satisfatório. Chorei, ri, fiquei feliz e mais do que tudo: torci piamente para o casal acontecer hahaha 

A escrita de Kamile me lembra muito as que eu lia no Wattpad, me deu um quentinho no coração ler novamente algo com essa pegada. Com certeza irei procurar mais títulos dela para estar lendo.