8.20.2016

Silêncio da virgula (Copyright ©)



Silêncio da virgula 

Eu vivo a criar imagens na minha cabeça, imaginar diversas cenas das quais nunca tive coragem de fazer. Uma pausa, um silêncio de uma virgula, e puf, nenhuma palavra saiu de seus lábios. Ou dos meus. O que foi que aconteceu? Vivemos como livros, pensando em cada linha, em cada ponto final e acabamos de deixar o hífen, que da inicio a uma conversa. Ah se eu dissesse... mas eu me perdi, nada fiz do jeito que quis, incrível fosse se eu voltasse no tempo e fizesse diferente.
Quanto tempo não passamos digitando... digitando... e deixamos alguém de lado? Falando com o vento enquanto você só concordava? Eu já estive nos dois lados da história. É, mas ainda assim não valorizamos o tempo que temos de botar os assuntos em dia, trocar sorrisos com a pessoa que está a nossa frente, que um dia não vai estar mais presente. Inútil pensar que terá próxima vez, diga no hoje, não deixe pro amanhã. O amanhã nem sempre vem.
Um suspiro, humanos complicados, não entendem nem mesmo si próprio.

Fonte da imagem: google

Nenhum comentário:

Postar um comentário